“O teu tamanho não te define”

Para reflectir.

Porque há muitas formas de se ser saudável e de nos superarmos.

Anúncios

Desafio TAG 5 perguntas

Olá, olá!

Nomeada pela querida Mariana do Dieta para Totós, aqui vai a minha resposta ao desafio TAG 5 perguntas:

  1. Há quanto tempo se deu a reviravolta na tua vida e começaste a ser saudável?

 Esta é fácil. Sempre me considerei acima do peso, desde criança, mas nunca tinha feito realmente nada para mudar isso. Ao chegar ao final do primeiro ano da faculdade e aperceber-me que tinha engordado 8 kg – choque – fui a uma nutricionista pela primeira vez! Aí começou realmente o interesse pela alimentação saudável e exercício físico… Ainda que acabasse por ter obstáculos no caminho e me desviar algumas vezes, esse fio condutor permanece desde aí… Leio muito sobre o assunto e ponho em prática o que me parece benéfico – sentido crítico é essencial! No grupo de amigas sou considerada a “expert”! 🙂

  1. Qual o treino mais difícil que já fizeste?

Já fiz alguns treinos difíceis (para mim, que sou assim para o fraquinha no desporto)! Não consigo é escolher um. Lembro-me das aulas de BodyAttack e RPM Les Mills que fazia no ginásio, dedicava-me ao máximo e por vezes o esforço era tão grande que chegava a ser nauseante. Tenho feito o Insanity mas como só estou no primeiro mês ainda não deu para perceber o grau de dificuldade que pode atingir! Para já ainda se aguenta! 😛

  1. Para ti, qual o alimento mais difícil de resistir?

Entre chocolate e bolachas (de preferência com chocolate) não sei qual o mais irresistível! Sou mesmo “doceira”, já deu para perceber, não é? 😛 Ok, ok… CHOCOLATE!

  1. Qual a frase/crítica mais absurda que já ouviste em relação ao teu estilo de vida?

Nunca ouvi nada de muito absurdo… São frequentes os típicos “um dia não são dias, come!” ou o “não te fará mal tanta canela?!”. Mais flagrante que o que dizem é a reação das pessoas que me rodeiam… Super positiva! Não é que quando vou jantar a casa de alguém (amigos ou família) já fazem uma entrada/sobremesa mais saudável propositadamente?! 😀

 

  1. O que te fez tomar a decisão de criar o blog?

Este blog já andava a querer nascer há algum tempo. Mas fui adiando… Até que chegou uma altura em que senti que estava a afastar-me demasiado da minha vida saudável, a deixar-me levar pelas preocupações e stress do dia-a-dia e pela alimentação “emocional” que daí surge. Então, criei-o como uma motivação extra para me ajudar a reencontrar o caminho certo nas escolhas alimentares.

Por outro lado, há anos que sou leitora assídua de vários blogs de saúde e fitness, com os quais aprendo muito, e achei que estava na altura de ser também eu a partilhar alguma coisa! Nesta empreitada de seguir um estilo de vida saudável nem tudo são rosas, e há quem tenha mais dificuldades ou fases difíceis! Nem que haja uma só pessoa que se reveja na minha história e ganhe algum conforto por ver que não está sozinha nesta luta, o objetivo do blog está cumprido! 😀

Agora aqui vão as minhas perguntas:

  1. O que te mantém inspirado e motivado(a) a seguir um estilo de vida saudável?
  2. Tentas motivar as pessoas à tua volta a mudar o seu estilo de vida ou fá-lo unicamente por ti e para ti?
  3. Quais são as tuas fontes de informação preferenciais? (internet/livros/profissionais de saúde/auto-didacta)
  4. Qual é a tua refeição favorita do dia?
  5. Qual o mantra/frase em que resumirias a tua vida?

E os desafiados são:

Chá & Girassóis

Miss Healthy

Corpo São em Mente Sã

Lápis com Músculo

Cleta

O desafio só tem 3 regras:

1. Responder às perguntas;

2. Criar cinco perguntas;

3. Nomear cinco bloggers

Claro está que ninguém é obrigado a participar! É só uma forma gira de estarmos em interacção uns com os outros, afinal há pelo menos uma área das nossas vidas em que os interesses se cruzam :)!

Beijinhos e até breve!***

Bolo de bolacha “+fit”

Olá, olá!

Ok, ok… Um bolo de bolacha nunca poderá ser verdadeiramente fit!

Mas hoje trago-vos uma tentativa bem sucedida de o tornar um bocadinho mais saudável 🙂

Aqui por casa dos pais tem sido um verdadeiro desafio olímpico: passando pelo salto ao arroz doce, a maratona da tarte, o triatlo da aletria, os 110 m de barreiras aos bolinhos, e a lista continua!

Nestas olimpíadas considero-me merecedora, no mínimo, da medalha de prata, tal tem sido o meu estoicismo em não me consolar com estas iguarias.

Ainda a aletria não tinha acabado e a minha mãe já estava a magicar o próximo doce. Falou em bolo de bolacha, o favorito do meu irmão. E como exterminar os doces cá de casa tem sido uma luta infrutífera, pensei: “porque não uma versão menos má, sem natas nem adição de açúcar?”

Então cá vai:

bolo bolacha

 

Ingredientes (não coloco quantidades porque é a gosto e faço a olho!):

– Bolacha Maria

– Iogurte natural (usei o grego ligeiro do Lidl, mas pode ser qualquer um)

– Café

– Stevia

– 1 quadrado de chocolate

 

Confeção:

Embeber cada bolacha Maria em café (que não convém estar muito quente) e ir dispondo no fundo do prato, para formar a base do bolo (1ª camada).

Adoçar o iogurte com stevia e espalhar um bocadinho por cima das bolachas (2ª camada).

Formar, assim, camadas sucessivas até que a última seja de iogurte.

Por fim, raspar o chocolate para decorar e levar ao frio por pelo menos 2 horas antes de servir.

 

Está feito! Simples, não é? Desculpem pela foto, não queria mostrar o bolo meio-comido e o meu telemóvel não tem propriamente uma qualidade fantástica…

Eu gostei do resultado final, o meu pai queixou-se que estava pouco doce! Pois claro…

 

Beijinhos e resto de uma boa semana! 

Sábado #3

De hoje:

PA – pão de centeio fresquinho com quejinho vaca que ri light e compota + café com leite + laranja pequena

A – sopa sem batata + carne de vitela assada no forno + batatinha assada + courgette e feijão verde guisados + melão

MT – pão de centeio com queijinho + iogurte natural com sementes de chia

“pré-treino” – cenoura crua aos bocadinhos com canela

Treino – corrida ao ar livre 30 min (325 kcal e soube-me pela vida!) + 15 min yoga

J – sopa + courgette e feijão verde + atum em água e ovo cozido + pêssego pequeno

 

Água – 1,5 L

 

Um dia bom que terminou com um familiar meu a fazer o reparo de como estou mais gordinha. A tentar ignorar eheh.

Até amanhã 🙂

Reflexões

Olá, olá!

Não tenho dado notícias por andar numa fase de maior reflexão. Enquanto não organizei as ideias não consegui escrever.

A comida e as preocupações com o peso estavam a ocupar, à vontade, 90% dos pensamentos do meu dia (mesmo conseguindo controlar-me) e decidi que tinha que pôr um ponto final a isso, já que me espera um exame importantíssimo para o qual preciso de me preparar.

Parei para pensar, chorar, libertar muitas mágoas escondidas.

Percebi que a mudança tem que ocorrer a um nível significativamente mais profundo que a estética e o número na balança.

É a vontade de querer ser saudável e feliz, no momento presente. Agir de acordo com quem quero ser, a todo o momento. Não viver assoberbada por traumas do passado e receio do futuro. Perceber que tenho poder de escolha, e que sou responsável pela consequência dessas escolhas! Que a própria felicidade pode ser uma escolha!

Estou a trabalhar no auto-conhecimento e melhoria de auto-estima… Faltando o amor-próprio, falta o respeito por nós mesmos e pelo nosso corpo. Cuidar da alimentação e fazer exercício físico passa a ser um fardo adicional, ao invés de ser um processo natural de bondade para connosco mesmos.

Sei que o que acabei de dizer soa a óbvio a muita gente. Mas em mim ainda não tinha dado o click!

Vou tentar partilhar aqui material sobre este assunto, coisas que tenho andado a ler.

Beijinhos e sejam felizes 🙂

Quinta #3 e Pesagem

Têm sido dias com muita, muita fruta. Porque há em abundância (da terrinha, biológica!), porque é fresca e doce e apetece… Mas começa a preocupar-me esta quantidade absurda de fruta que como. Tem passado das 6 peças por dia! Ontem só jantei fruta, vejam bem! 

De hoje:

PA- Pão mistura + queijo de barrar light + compota + 3 ameixas

A – sopa + massa integral de cogumelos e salsichas light de frango + tomate + morangos

MT – pãozinho de cereais + queijinho barrar + compota + ameixas (muitas, daquelas pequeninas!)

J – sopa + salmão + slim pasta + pepino + maçã grande

Ceia (hoje jantei cedo) – iogurte grego natural magro com gelatina, sementes e soja texturizada + melancia (comi uma fatia grande e ainda comia mais, mas controlei-me e comi uma cenoura pequenina, que pôs fim às vontades)

Realço a negrito aquilo que me parece estar a mais e que foge do meu plano alimentar.

Preocupa-me o facto de poder estar a passar para a fruta o alimento predileto das minhas compulsões. Se até aqui eram os hidratos de carbono e lacticínios, e antes destes foram os chocolates e doces, agora pode muito bem estar a ser a fruta. Por vezes sinto falta de controlo, ao comê-la.

Acabei por me pesar hoje. 68,7 kg, +400g como resultado dos dias de festa e do verdadeiro festival de fruta que tem sido!!! :/

Persistir e não desistir!! Vamos lá!

Terça #3

Olá, olá!

Domingo e Segunda foram dias de festa. Domingo não correu mal de todo (comi cereais a mais ao lanche, mas consegui controlar o jantar e nem toquei nos doces).

Segunda foi um dia de muitas asneiras. Bolo ao pequeno-almoço, mix de sobremesas ao lanche e ao jantar voltaram a ser provadas, assim como na sobremesa do almoço de hoje! Mas em nenhum momento senti aquela perda de controlo habitual, ou comi às escondidas, ou o que quer que seja! 🙂

Hoje foi um dia alimentar mais normal, voltei para casa e estou a tentar não cair na tristeza que sinto sempre quando cá estou sozinha… Sou um ser social, definitivamente!

PA- torrada pão escuro + queijinho + compota + café com leite + morangos

A – sopa + peixe grelhado + 1 batata cozida + pepino + pêra + tarte de maçã e bolo de chocolate!

MT- melão, pêra e ameixas (fruta a mais…!) + 4 tostas integrais com um queijinho

J – sopa + slim pasta + 4 salsichas de frango nobre light + gelatina + maçã 

Tenho receio de ir à balança, como tenho de cada vez que a consciência pesa… Ainda estou a decidir se lá irei amanhã ou não…

Até amanhã*

Resumo dos últimos dias #2 e desabafo

Olá, olá!

Antes de mais, passo a dar uma breve explicação: moro sozinha a maior parte do tempo. Lá em casa não moram bolachas, chocolates e coisas do género. Para não haver tentações… 

Acontece que tenho uma mãe (que amo muito) que adora comer e ver os filhos comer, e acha que os doces são um miminho para SEMPRE que apetecer e não para de vez em quando. Portanto, tem sido uma luta para não deixar que a casa seja abastecida de toneladas de doces.

Quando estou em casa dos pais, há comida em abundância, o que não ajuda ao auto-controlo. Mas, se estiver acompanhada, isso ajuda-me. Portanto por vezes é bom vir a casa dos pais, outras é difícil.

É nos pais que tenho estado… E tenho conseguido controlar a alimentação. Já tive momentos sozinha, e consegui controlar-me na mesma. Ando triste, ansiosa, irritável, sem dormir, sob um stress e pressão muito grandes, e nem por isso tenho descarregado na comida. E parece-me TÃO POSITIVO!! 

Não tenho tido crise nenhuma e tenho cumprido a alimentação razoavelmente bem. Sem restrições estritas nem obsessões. Com um quadrado de chocolate negro nos últimos dois dias depois de almoço, mas um e só um. Tenho é abusado na fruta… E isso sim, é um ponto que quero mesmo corrigir. No fundo, acabo por consumir bastante açúcar sob a forma de fruta. Com um passo de cada vez, sei que vou conseguir acabar por controlar a alimentação de forma mais correta.

Não falta a sopa antes das refeições e os hidratos apenas na dose certa. Não faltam as proteínas magras, as leguminosas e os alimentos o menos processados possível 🙂

Tenho feito treinos leves, como caminhadas e abdominais, já que sem dormir não sobram muitas forças para treinos mais sérios… Por isso, não vou ver isso como um ponto negativo, mas sim como um positivo “É melhor fazer ALGUM exercício que nenhum!”

A verdade é que, quando a alimentação anda bem, isso ajuda-me a lidar com tudo o resto. Quando anda mal, tudo se torna uma espiral tão escura e tão profunda que me sinto a sufocar.

Tenho tentado estar atenta o mais possível aos sinais de fome e saciedade do meu corpo. Levar esta mudança, aos poucos, até ao fim… A tornar-se duradoura e permanente!

Não quero mais o TUDO OU NADA. O PERDIDO POR CEM, PERDIDO POR MIL. Há uma vida inteira para ser vivida!

 

Hoje tenho festa de família…  E pretendo aproveitá-la bem e vivenciar todos os momentos com muito amor. Vai haver muita comida e muitas tentações, mas pretendo ter um jantar o mais normal possível… Com espaço para uma exceção: o meu bolo de chocolate favorito!!! Que talvez até fique para o PA de amanha, sempre é menos mau 🙂

Amanhã dou notícias. Boa semana para vocês!!!

Quarta #2

Olá!

Dia bom! Comi bastante, sobretudo proteína, mas senti-me bem e sem cravings desastrosos 🙂

PA – pão sementes com queijinho barrar + compota sem açucar + ananás

A – sopa + quiche (pus de lado a massa e acrescentei uma lata de atum) + salada + maçã

MT1- ovo mexido com leite, farelo de trigo e canela + doce sem açucar + pão sementes

MT2- maçã + iogurte líquido

J- sopa + bife frango com salada + iogurte com duas gelatinas + maçã minúscula

Treino; cycling, 320 Kcal queimadas

Água – 1,5L

E pronto! Até amanha! 🙂